JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.
Parque das Nações, Chácara 73 Rua 11 – Padre Lúcio, Águas Lindas/GO

Em parceria com o Governo Federal, GDF lança programa para fortalecer as ações de prevenção e combate às drogas

Problemas com Álcool ou Drogas? Podemos ajudar!
(61) 99870-8865 / (61) 99905-8865
maxresdefault

Nessa terça-feira, 02/06/2021, o Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), lançou o programa Acolhe DF que tem como objetivo de fortalecer as ações de prevenção e enfrentamento às drogas na capital do país e no entorno. Em parceria com o governo federal, por meio do Ministério da Cidadania, o programa tem previsão de atender cerca de 20 mil pessoas até o final do ano, tanto os dependentes químicos, quanto as famílias, e vai atuar em três eixos que é a prevenção, acolhimento, tratamento e reinserção social.

O Programa vai contar com uma equipe psicossocial na Estação Rodoferroviária de Brasília, que vai receber as demandas, além de uma equipe itinerante que vai estar nas ruas fazendo uma busca ativa de pessoas em situação de rua na drogadição e, de forma voluntária, queiram passar por um atendimento. Ao aceitar fazer o tratamento, essa pessoa será encaminhada primeiro a uma Unidade Básica de Saúde e posteriormente a uma das vagas de comunidades terapêuticas, a qual a Sejus tem convênio. Vale ressaltar que o GDF tem parceria com 12 CTs e 330 vagas.

A ImagineAcredite, que apoia as Comunidades Terapêuticas e um país livre das drogas, esteve presente fazendo a cobertura do evento. Na oportunidade, as autoridades falaram sobre a importância do Programa Acolhe DF, que visa dar uma nova oportunidade para as pessoas que sofrem com o flagelo da dependência química escreverem um novo capítulo em sua história recheado de vitórias.

O vice-governador Paco Britto, representando o governador Ibaneis Rocha, disse que o governo tem preocupação com a população usuária de drogas e por isso é importante criar políticas públicas para combater as drogas. “As drogas são um grave problema social. Nós queremos dar dignidade e reinseri-los à sociedade, porque estão à margem da sociedade. E dar a coisa mais importante que ter na vida: dignidade às pessoas”, pontua.

Para o ministro João Roma, a parceria entre os governos federal e distrital potencializa as ações que são muito importantes tanto na transformação da sociedade quanto na melhoria da qualidade de vida. “É uma forma de potencializar ações que são fundamentais na prevenção ao uso de drogas, na recuperação de pessoas que se tornaram dependentes, na busca realmente de ferramentas que ofereça ao cidadão a possibilidade não só ser um cidadão livre das drogas como buscar a sua reinserção no mercado de trabalho, com aulas de empreendedorismo, mobilização, toda assistência social, suporte aos seus familiares”, argumenta.

E o ministro ainda comemorou essa parceria. “O governo federal, através do Ministério da Cidadania, que é o braço social do governo Bolsonaro, sente muito orgulho de poder cada vez mais fortalecer essa cooperação, pois esse momento não é de disputas ideológicas ou partidárias, mas sim de cooperação de todos nós para que os brasileiros consigam assim vencer essa pandemia e ter orgulho do nosso Brasil”, diz.

O secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (Senapred), Quirino Cordeiro, defende que o projeto é de grande relevância. “Nós temos apoiado iniciativas dos estados e municípios e aqui no Distrito Federal não é diferente. O governo federal tem buscado essas parcerias para otimizarmos as ações para termos resultados cada vez mais satisfatórios’’.

Segundo a secretária da Sejus, Marcela Passamani, a Pasta está sempre a disposição com o compromisso e o respeito as famílias brasilienses. E essa parceria é bem-vinda. “Toda parceria é muito válida ainda mais quando nós estamos falando de números em nível nacional. O acesso a esses dados e a esses familiares e os adictos do governo federal vai nos permitir o maior alcance do nosso programa que vai atender mais ou menos 20 mil pessoas apenas no primeiro ano de funcionamento’, garante.

Cintra IT - Tudo para sua empresa ou negócio viver bem na web.

De acordo com o Secretário de Segurança Pública, Júlio Ferreira, a Pasta vai contribuir com a Sejus para tirar as pessoas da situação de rua por meio da prevenção e o acolhimento. “E a Secretaria apoia totalmente esse programa porque a gente dando atenção a esses adictos, a essas pessoas que de alguma forma são viciadas, são usuários de drogas, a gente conseguindo acolher essas pessoas tirando elas da rua, isso impacta diretamente na segurança pública, evita que essas pessoas possam de alguma forma se envolver com algum tipo de delito”.

E o subsecretário da Sejus, Juvenal Araújo, traz uma novidade é que esse projeto é uma Política de Estado que vai estender para outros governos. “Outros estados já estão nos procurando para poder ver como é o projeto para que levem para os seus outros estados”. Ele ainda reforça o número que as pessoas poderão entrar em contato. “Eu quero deixar o número do Acolhe DF para as pessoas que têm um dependente químico em casa e que queira buscar o tratamento possa ligar no número é (61) 9.9354-1522”.

O deputado federal Júlio Cesar marcou presença no evento e disse que as parcerias entre o governo federal e distrital é importante, pois nenhum ente consegue trabalhar sozinho. “Quando a gente vê o federal com distrital se unindo em prol de soluções para as pessoas carentes, para as pessoas que precisam ser acolhidas, isso nos traz uma felicidade muito grande e a gente sente ânimo em continuar fazendo uma política pública do bem para as pessoas que realmente necessitam. E é de suma importância esse Acolhe DF aqui no Distrito Federal, até porque a gente tem muitos casos de pessoas que realmente precisam se prevenir, precisam ser acolhidos e acima de tudo que haja a reinserção social”, explica.

Questionado sobre o que as famílias brasilienses podem esperar de seu mandato em prol para tratar os dependentes químicos, o deputado destaca que no mês de outubro vai destinar uma grande emenda em benefício as comunidades terapêuticas. “Os trabalhos que eles fazem é muito importante e a gente precisa fortalecer mais essa pauta. Muitas das vezes o recurso que o próprio Estado oferece é muito pouco. Então é necessário que os parlamentares com as suas emendas possam fortalecer esse trabalho”.

“E eu, que trabalho e sou evangelho, que vejo isso na prática quando uma mãe chega e pede oração pelo seu filho, a gente vê o sofrimento que a droga tem colocado e feito com que muitas famílias venham ser destruídas. E temos a fé de um lado e o trabalho social do Estado do outro, sem dúvida alguma, a gente realmente começa vislumbrar que há um caminho, há uma luz no final do túnel”, completa o deputado Júlio César que vem se destacando em políticas públicas eficientes que ajudam os brasilienses.

Para o Frei Rogério o Programa Acolhe DF foi elaborado com muito trabalho para atender as pessoas que vivem em situação de dependência química. “É um programa que olha para essas pessoas e ter profissionais que entende da situação de drogadição vai ser um atendimento muito mais qualificado. E nós da igreja com as nossas estruturas, comunidades terapêuticas, nós somos parceiros. Estaremos com as nossas portas abertas, porque quando a pessoa é abordada, ela tem várias demandas. E nessas demandas, nas comunidades terapêuticas, se ela pode acolher nós vamos acolher”, afirma o Frei, ao assegurar que está sempre pronto para colaborar.

É importante salientar que o Programa Acolhe DF vai atuar também nas escolas com palestras, direcionamentos, seminários, por meio do Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD). Além de atuar em conjunto com os moradores em situação de rua e as comunidades terapêuticas. “Nós vamos atender aos internos e as famílias desses internos, também os servidores públicos em dependência química. Esse escritório físico estará ali na ferroviária atendendo todas as demandas dos dependentes químicos no Distrito Federal, sejam servidores públicos, sejam dependentes em comunidades terapêuticas ou pessoas dependentes químicos que necessitam de algum atendimento”, revela o subsecretário Juvenal.

Fonte: Ascom Imagineacredite

Confira o vídeo de lançamento Acolhe DF
https://youtu.be/0wF2DuSOJ1w

Cintra IT - Seu site profissional responsivo! Ligue (61) 98416-7091

Veja mais

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através do navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.