JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.
Parque das Nações, Chácara 73 Rua 11 – Padre Lúcio, Águas Lindas/GO

TJDFT autoriza internação compulsória de dependente químico

Problemas com Álcool ou Drogas? Podemos ajudar!
(61) 99870-8865 / (61) 99905-8865
dependencia-quimica-tem-cura

Na segunda-feira (24/1), a Justiça do Distrito Federal determinou a internação compulsória de um usuário de drogas. Pedido foi feito pela família e Estado vai custear o tratamento.

Os desembargadores da 7ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) mantiveram, nesta segunda-feira (24/1), sentença que determinou a internação compulsória de um dependente químico, bem como o custeio do tratamento pelo Distrito Federal. A família da vítima não dispõe de recursos financeiros para pagar a reabilitação.

A ação foi movida pelo pai do paciente que afirma que o filho, de 30 anos, é usuário de drogas há 15. Ele argumentou que o elevado nível de dependência impede que ele compreenda a necessidade de aderir ao tratamento adequado, por isso a indicação da internação involuntária. O pai ainda destacou que o procedimento é necessário, pois já foram esgotados todos os recursos extra-hospitalares e, nas atuais circunstâncias, o filho apresenta risco à própria saúde.

Cintra IT - Tudo para sua empresa ou negócio viver bem na web.

Ao analisar o caso, o desembargador afirmou a necessidade da internação do usuário em clínica para tratamento de dependentes químico e psíquicos, e citou a obrigação constitucional do Distrito Federal em atender tal necessidade, com base nos artigos 6º e 196 da Constituição Federal e o art. 204 da Lei Orgânica do DF (LODF). A decisão foi unânime.

“Ao dispor sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais, a Lei 10.216/2011 preleciona que ‘a internação psiquiátrica somente será realizada mediante laudo médico circunstanciado que caracterize os seus motivos. Na hipótese, o relatório médico atesta que o réu é usuário de crack, já ficou internado em comunidade terapêutica para tratamento e dependência química, demonstrando, entretanto, pouca adesão aos tratamentos propostos. Por tais motivos foi recomendado pelo médico assistente a internação involuntária”, disse o magistrado.

Fonte: Correio Brasiliense

Cintra IT - Seu site profissional responsivo! Ligue (61) 98416-7091

Veja mais

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através do navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.